26 de abril de 2010

Gil de Lucena - Boa música, bom gosto!

Você gosta de música?
Então com certeza irá gostar do Gil de Lucena!
Em meio ao corre corre dos funcionários de patins, vai e vem dos carrinhos, apitos nos caixas, casais, gente pra todo lado, amigos e famílias, Surge uma das mais belas vozes que eu já vi, uma voz suave harmonizada com os acordes de violão nos amplificadores do mercado Carrefour, e o público aplaude. “É você mesmo que canta? Nossa, você tem que ir para o Raul Gil”

Quem compra seus CDs, vendidos a R$ 10,00, como eu comprei, quer conhecer o homem cego que se apresenta nas lojas Carrefour desde 2003.
“Como músico eu sinto a reação do público através dos aplausos e nunca me senti excluído como artista e na vida, todos temos deficiências. Olhando para mim, pode-se saber qual é a minha, já para descobrir outras, é necessária a convivência”, enfatiza; Sinto-me igual a qualquer pessoa". Essas são as palavras de Gil de Lucena, 42. Ele é cantor, compositor, além de tocar violão, fato que por si só já nos traria a admiração pelo talento. Porém tudo isso foi conquistado através de esforço e sensibilidade que partiu de um ser humano que não esbarrou na deficiência visual gerada por um glaucoma no primeiro ano de vida.

A história na música segundo Gil não começou, simplismente nasceu com ele, é um dom que se manifestou naturalmente. Ele tinha o rádio como fonte de inspiração e apenas com a sutileza do ouvir ele tirava sua harmonia. Assim ele aprendeu a arte de brilhar “Tenho o que se chama de ouvido de maestro” E o violão é seu principal meio de comunicação com as pessoas. “Com ele descobri a igualdade”.

Quando iniciou suas apresentações no Carrefour, Gil de Lucena tinha acabado de gravar seu primeiro CD independente, Feira Livre, interpretando clássicos da MPB. Vendeu o disco aos amigos e nada mais aconteceu. Tocava em barzinhos e casas noturnas da zona leste de São Paulo há quase 20 anos e pensava em desistir. Ganhava pouco, não sobrava nada para investir em equipamentos e não era valorizado. “Fui até fazer um curso de computação. Tapinhas nas costas não resolvem nada. Eu era uma promessa que não se consumava”, relembra.

Ari Protázio, amigo e produtor do CD, o incentivou a apresentar seu trabalho ao gerente do Carrefour Anchieta. Dono de um estúdio de gravação, Protázio não cobrou nada pelo trabalho em Feira Livre.  Gil foi, desconfiado. “Estava meio medroso e me surpreendi com a resposta positiva. Depois fui, sozinho, a outras lojas do Carrefour, solicitar o espaço. Sempre temi ouvir não, mas estava seguro”, orgulha-se.
Gil atribui essa confiança em seu trabalho ao contato direto com o público, nos supermercados: “Por lá passam todos os tipos de pessoas, que entendem ou não de música. Elas conversam comigo, me telefonam, me reconhecem nas ruas. Sinto mais vontade de cantar”, conta.

Sem receber nada por essas apresentações, Gil mantém-se através da venda de seus CDs, que estima ter alcançado 10 mil unidades. “Faço plantão no hospital público de Ermelino Mattarazzo como auxiliar de radiologia às segundas e quartas, das 7h às 19h, mas foi através dos CDs que consegui meu apartamento, meu conforto e minha afirmação como artista”, completa.
No dia 20 de maio, lançou seu quarto trabalho, Bom Passeio, e não pretende parar mais. “As pessoas perguntam, ficam na expectativa”, relata. Segundo ele, recusou 15 convites para tocar em restaurantes no último mês, pois prefere se dedicar mais às apresentações no Carrefour. O cantor diz que o importante é a pessoa ter o seu trabalho em casa e mostrar aos parentes e amigos. “Não sou conhecido na mídia, mas reconhecido nas ruas”.

O cantor toca de quarta a domingo e não pára em casa. Visita os amigos, passeia pelas ruas de seu bairro, as quais chama de “seu quintal”, é convidado por escolas para falar sobre seu trabalho como artista e também como portador de deficiência visual. “Não tenho nenhum complexo. Sou deficiente visual e mais uma porção de coisas”.
Quase meia-noite. O movimento no hipermercado diminui, os corredores se esvaziam. Consumidores conduzem as compras ao estacionamento. Ruídos da esteira rolante. As luzes são apagadas e os seguranças, com walkie-talkies, verificam a saída de todos. Os equipamentos de Gil são recolhidos e ele volta a seu apartamento. Silêncio. Amanhã tem mais, em outra loja do Carrefour.
Assistam um video da Música "Hoje a noite não tem luar" interpretada por Gil de Lucena:
Fontes: menininho   YouTube

Reações:

11 Comentários:

  1. Parabéns pela sensibilidade.

    ResponderExcluir
  2. Gil, te vi cantando ao vivo e me impressionou profundamente !!! Você é uma pessoa extremamente talentosa. Parabens e continue assim.

    ResponderExcluir
  3. sou suspeito tecer qualquer comentario sobre Gil de Lucena ou como o chamo ( tio Gil).
    otimo musico otimo cantor otimo tio ....

    ResponderExcluir
  4. noossa! comprei um dia no carrefour e depois pelo correio pra todos meus familiares, mas agora preciso comprar de novo pelo correiro como faco?

    ResponderExcluir
  5. eu ovi cantando no carrefour, cmprei os discos, Parabens pela qualidade!

    ResponderExcluir
  6. eu tenho um dos seus cds te adro acho sua voz maravilhosa te vi tocando no extra penha , e me sinto muito triste pois não te vejo mais e quero todos os seus cds me ajuda me passa um telefone ou me diga onde te encontrar.
    flaviacandido2003@ig.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O telefone do Gil é (11) 98304-3141

      Excluir
  7. Já ouvi Gil de Lucena pela 2ª vez cantando em Vitória da Conquista - BA, no Bar do Beda e fiquei encantada. Desde a 1ª vez, ele tem uma voz maravilhosa e quase não é divulgado o seu trabalho. Comprei os seus 6 CDs e não empresto para ninguém, porque adoro ouví-lo.
    Vc é especial e exemplo de vida!
    Parabéns, Gil

    ResponderExcluir
  8. Por favor,preciso comprar a coleção de cd do cantor e compositor Gil de Lucena...
    Favor informar telefone ou loja...
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o Gil envia para você pelo correio, (11) 98304-3141

      Excluir
  9. sinto a sua falta mas o destino nos separou de novo te amo sempre

    ResponderExcluir

Popular Posts

Não estamos só

     

 
z35W7z4v9z8w